Prós e contras: Depilação

Oi Moxinhas Lindas,

Estava dando uma visitinha no blog da GLOSS e encontrei uma matéria bem interessante, cuidados com o nosso corpo nunca é de mais, então resolvi compartilhar com vocês.

A depilação é uma das grandes aliadas da mulher, mas não existe nenhum método perfeito – alguns doem, outros duram pouco ou danificam a pele.

depilacao

Para ajudar a escolher a melhor maneira de extrair os pelos; e o que se encaixa às suas necessidades, a GLOSS comparou os diferentes procedimentos e compartilha o balanço de todos os prós e contras:

Cera
Uma das técnicas mais populares entre as brasileiras, a cera pode ser usada em qualquer região do corpo. Ao ser aplicada e retirada com um movimento rápido, ela arranca os pelos pela raiz – por isso, quando feito periodicamente, o procedimento vai causando uma diminuição do crescimento e espessura dos fios. Apesar de ser doloroso e apresentar um resultado de duração relativamente curta (em média 20 dias), o método é um dos mais baratos e versáteis do mercado – hoje é possível encontrar, além das ceras tradicionais, algumas que até prometem reduzir o sofrimento!

Laser
Esta é a alternativa que menos agride a pele e mais compensa financeiramente a longo prazo. Existem vários tipos de lasers (Soprano, Light Sheer, Luz Pulsada … ) e apesar de cada um deles funcionar melhor em um tipo específico de pele ou fio, todos consistem do mesmo princípio: emitir choques de luz, que atingem a melanina e coagulam o bulbo capilar, dificultando o nascimento dos pelos.
A esteticista Fátima Rocha explica que quanto mais clara a pele e mais escuros e grossos os fios, melhor o resultado final dos lasers. “Ele dura em média 2 anos e algumas mulheres nem precisam de retoques posteriormente. Mas mesmo quando estes são necessários, os pelos nunca voltam a crescer do mesmo jeito”, afirma. Segundo ela, os únicos tipos de fios que não conseguem ser dizimados com o procedimento são aqueles quase brancos e os avermelhados – pessoas ruivas costumam ter manchas e, devido a estes amontoados de melanina, a área depilada pode ser queimada com a luz.
A única região do corpo não recomendada para receber as emissões de laser é a das sobrancelhas. Todas as demais requerem em média de 8 a 10 sessões para ficarem lisinhas, variando de acordo com cada organismo. “É preciso confirmar também se a pessoa não possui uma disfunção hormonal. Neste caso, um tratamento deve ser feito paralelamente”, comenta. As técnicas costumam ser realizadas em clínicas especializadas e em alguns salões de beleza, sempre sob supervisão médica. Apesar dos preços ainda salgados, girando em torno de 3 dígitos por sessão, há outra vantagem além da vida útil: dói bem menos do que cera!

Linha
Por cobrir regiões pequenas, a linha é mais indicada para depilar áreas do rosto como buço e sobrancelhas. Ela requer certa delicadeza do profissional, já que o barbante enrosca e puxa vários pelos ao mesmo tempo. O lado bom é que dói menos do que a pinça e não mata o bulbo capilar – ou seja, se uma falha for feita nas suas sobrancelhas, é mais fácil dela ser preenchida naturalmente. Mulheres com pelos finos ou em pequena quantidade se adaptam bem à técnica oriental milenar, que atualmente está na mesma faixa de preço da depilação com pinça.

Pinça
Ela também extrai os pelos direto da raiz, porém só um fio pode ser retirado por vez – por isso ela é utilizada mais comumente para limpar ou fazer design nas sobrancelhas. A pinça tem como vantagens seu custo e facilidade de alcançar pelos bem curtinhos, mas assim como a cera e a linha, o resultado costuma durar menos de 1 mês.

Aparadores e cremes depilatórios
Os aparelhos e cremes são ótimas opções para quem está com pressa e quer se depilar em casa. Porém, eles costumam deixar os pelos encravados. Apesar do preço baixo, praticidade e grande variedade, alguns cremes podem até causar alergia. “Para checar se você é alérgica ao produto, teste-o atrás da orelha ou no antebraço antes de usá-lo normalmente”.

Lâmina
A lâmina é de longe a maneira mais barata e agressiva de depilar a pele. As desvantagens são muitas: ela encrava os pelos, resseca e escurece a área raspada e conta com um resultado de pouquíssima duração.

Fica a dica: antes e depois de depilar qualquer parte do corpo, hidrate-a bem e não tome sol – principalmente no caso do tratamento a laser. “Quanto mais desidratada ou queimada a pele estiver, mais a depilação irá machucá-la”, alerta Fátima.

Fonte: GLOSS
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s