Pele Linda: Mais ação aos 50

Mais ação aos 50

50 anos

É possível, sim, exibir uma pele sem manchas hormonais, lisinha e viçosa nessa faixa etária. Mas isso vai exigir mais dedicação do que você tinha aos 30. Afinal, a barreira de proteção e a firmeza cutânea já não são mais as mesmas.

Não é regra, mas o rosto da mulher com mais de 50 anos costuma apresentar manchas escuras, excesso de pele, ressecamento e perda de brilho e volume. Geralmente o pescoço acompanha essas transformações com o surgimento de rugas horizontais e o acúmulo de gordura na papada. Segundo o dermatologista Omar Lupi da Rosa Santos, do Rio de Janeiro, a explicação esta no afinamento e na redução da barreira hidrolipídica da pele e no tempo de exposição ao sol, à poluição, ao cigarro e os radicais livres.

Diante desse quadro, é preciso lançar mão de produtos multifuncionais, como um sabonete rico em óleos vegetais, que confere hidratação; tônico em forma de água termal, que acalma a pele; e protetor solar com ativos antioxidantes. Três vezes por semana é indicado passar, à noite, ácido glicólico, kójico, retinoico ou salicílico para provocar uma descamação suave e estimular o colágeno.

Rotina de cuidados

Indicado para o dia a dia: Sabonete com ação hidratante, tônico e protetor solar.

Cuidados especiais: Ácido e hidratante alternados à noite; peeling de cristal a cada 3 meses; toxina botulínica e preenchimento a cada 6 meses.

Alimentos que ajudam:

Laranja – Você ganha pela vitamina C, do betacaroteno e do ácido fólico: o primeiro tem ação antioxidante e participa do processo de formação do colágeno; o segundo fortalece a pele contra a radiação ultravioleta; e o terceiro protege e repara o DNA e melhora a renovação celular, o que contribui para suavizar as rugas. “Para garantir todos estes benefícios, coma a fruta logo após descascá-la, pois a vitamina C e sensível ao calor, á luz e ao oxigênio”, avisa a nutróloga Cristiane Ognibene, de São Paulo.
Quanto consumir: 2 unidades por dia.

Arroz integral – O silício é o grande atrativo desse alimento para as mulheres que já ultrapassaram a marca dos 50 anos. Vale lembrar que na versão integral do arroz ainda traz magnésio, mineral cuja carência pode acelerar o envelhecimento dos fibroblastos, que são células produtoras do colágeno e da elastina.
Quanto consumir: 3 colheres (sopa) por dia.

Amêndoa – O petisco grande boas doses de manganês e cobre, dois minerais essenciais para a produção da enzima superoxidodismutase, que tema capacidade de desarmar os radicais livres dentro da célula. Além disso, a amêndoa é fonte de vitamina B2, que fortalece a oxigenação e auxilia outra enzima, a glutationa, a proteger a pele.
Quanto consumir: 2 unidades por dia.

Iogurte – Não são apenas os ossos e os dentes que se dão bem com o alimento. A pele também se beneficia, pois o iogurte é fonte de zinco e vitaminas A e do complexo B, que melhora a qualidade do tecido cutâneo, fortalecem as unhas e diminuem a queda capilar.
Quanto consumir: De 1 a 2 potes por dia.

Matéria Revista CLAUDIA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s